segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Família de verdade.

Alguns dia atrás, completei um ano aqui em Nova Serrana, cheguei aqui pra tentar algo novo, sem muita esperança... Fugindo de um passado que até então me atormentava... Recomeçando, acho q está é a palavra certa, eu acho... Conheci coisas novas, vi pessoas diferentes, aprendi coisas que nunca imaginava aprender, afinal, agente sempre acha que já sabe tudo... Enfim, aprendi a morar sozinho, me virar de verdade, claro, não tão sozinho assim, sem eles isso não seria isso possível, falo da "FAMÍLIA"... Não da minha família de sangue, falo dos meus amigos, pessoas que hoje não sei se vivo sem eles, não mesmo, não me vejo longe desta cidade, pelo menos não agora, muito menos longe deles... 
Começando tudo pelo Marcos Paulo, já o conheço a tempos... 11 anos de amizade, se não fosse por ele eu não teria vindo pra cá, sempre insistia eu morria de medo... até que um dia, bom, aqui estou, TE AMO CARA! 
Alexandre, cara calado e estranho, foi assim que eu o conheci pessoalmente pois, já aviamos feito contato pelo MSN e ORKUT: Ele tocou a campainha e abriram a porta, ele olhou estranhamente tímido pra dentro da sala me encarando e acenando com a cabeça ao me cumprimentar, tempos se passaram, voltei para Santo Antonio e mesmo distante, nossa amizade ainda cresceu mais, muitas conversas, conselhos e autos papos pelo msn, voltei pra Nova Serrana, e hoje são raros os dias em que nos não nos vemos ou nos falamos, amizade aqui é mato, também TE AMO CARA! 
Gustavo, esse demorou, e foi difícil... Eu pensava calado, "Ah meu Deus, esse cara é muito estranho, eu não vou dar certo com ele!" Sempre brincalhão porém muito sistemático... Dá pra entender isso? Pois é, até hoje eu não entendo... Há! Acabou que deu tudo certo, tenho é que saber lidar com ele, com o tempo acho que eu o mostrei que ele pode confiar em mim, hoje vejo que ele é um dos caras mais atenciosos a respeito ao que se diz AMIZADE que já vi, se eu amo ele? É claro, e muito, TE AMO gustavo!
João Francisco, esse daí não sei se é difícil ou se é fácil falar, já brigamos, reatamos, rimos, choramos etc etc etc... Temperamento difícil, muito difícil de lidar o dele, más tem um coração de um tamanho que é impossível de se medir... Outra coisa, jamais esquecerei João, de quantas vezes você tocou meu rosto e enxugou minhas lágrimas e principalmente os seus conselhos e puxões de orelha, muito obrigado João, "Você é potente, você abre com o dente!" TE AMO!
Carla, Bitela, Carlota, o escambal a quatro, conheço ela a pouco tempo, ela é menina, é mulher, amiga, é sencivel, chorona, é doida, é desbocada... É o tipo de pessoa que você ama ou odeia... Ela é minha irmã aqui... Pra não perder o costume, porque pra ela eu falo isso quase todo dia... TE AMO mana!
Bom gente, estes são meus amigos, minha família aqui, meus irmãos, os que eu AMO, porque falar TE AMO não é bom dia, isso não vem de uma hora pra outra, amor se conquista, e esse povo me conquistou, esses cinco que hoje tem que me aguentar todos os dias... Se eu não vejo pelo menos um deles se quer um dia, já me incomoda... Claro que há outros amigos também que já fazem parte disso tudo aqui que também sempre estão por perto e marcando presença, assim como o Léo, Renan e o Ighor (ôooo Igão, não posso deixar de falar de você aqui cara, te curto de mais e você sabe disso)
em um ano que estou aqui, isso é o pouco do que consigo falar e mostrar a respeito do que sinto por vocês...
Obrigado por tudo gente... AMO VOCÊS! (''ړ)


PS: No mais, aos amigos que aqui encontrei e que não tiveram os nomes citados, também merecem todo meu respeito e carinho.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

A Máquina


Redes de amor virtual
vivemos gritando entre máquinas
Suspiros autômatos
quem sabe se poderia te ver chorar,

não vê que um robô ocupou meu lugar,
Ver?seus beijos outra vez fugirem
nem longe e nem perto estás

Ver-te sem tocar-te,
entre linhas navegar-te,
sem pele me namorar
Prove que é real através de um cristal
Antes que esfriem suas mãos e me esqueça,
Me envie uma carta com tinta azul pra saber quem
escreveu foi você
e desliga a máquina?

Gritos mecânicos,
faces do mal que riem de ti
dois corpos em conexão,
Fusão impossível entre lá e aqui,

Eu sou um robô de verdade
Sim, me deixe te ver realmente,
Nem longe e nem perto estás

Ver-te sem tocar-te,
Entre linhas navegar-te,
Sem pele me namorar
Prove que é real através de um cristal
Antes que esfriem suas mãos e me esqueça,
Me envie uma carta com tinta azul pra saber quem
escreveu foi você

Conecte com meu ser
e me abrace com um olhar
Complete sua solidão
Viveremos num mundo real,
suas mãos quero encontrar
Sentir seu corpo, presença natural

Ver-te sem tocar-te,
entre linhas navegar-te,
sem pele me namorar
Prove que é real através de um cristal
Antes que esfriem suas mãos e me esqueça
Me envie uma carta com tinta azul pra saber quem
escreveu foi você

E desliga a máquina?
e desliga a máquina?
e desliga a máquina?
E desliga a máquina?


Christopher Uckermann





segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Esperando Pelo Fim

Isso não é o fim, Isso não é o começo
Como uma voz na multidão Estremecendo a cada mudança
Mas você ouve a batida e a rima violenta
E apesar de as palavras parecerem firmes, há algo de vazio nelas
Nos dizemos sim, voando com os punhos no ar,
como se nós estivéssemos segurando algo invisível que há lá.
Por que nos estamos vivendo a mercê da dor e do medo
Até nós mortos, esquecer, e deixar tudo desaparecer
Esperando o fim chegar
Desejando que eu tivesse força para aguentar
Não foi isso que planejei
Está fora do meu controle Voando na velocidade da luz
Com pensamentos rodando na cabeça 
Tantas coisas ficaram sem ser ditas 
É difícil deixar você ir.
Eu sei que é preciso para seguir em frente
Eu sei como é mentir
Tudo o que eu quero fazer é trocar essa vida por algo novo
Segurando o que eu não tenho
Sentado em uma sala vazia Tentando esquecer o passado
Isso nunca foi feito para durar
Eu desejo que não era tão...
O que sobrou quando o incêndio acabou?
Eu achei que era certo mas aquele certo era errado
Todos os apanhados no olho da tempestade
E tentando entender como era seguir em frente
E eu nem sei que tipo de coisas que eu disse
Minha boca continuou se movendo e minha mente morreu...
Juntando os pedaços agora por onde começar ?
A parte mais difícil de terminar é começar de novo.

sábado, 8 de janeiro de 2011

Você não sabe quanto tempo eu fiquei a esperar
Só eu sei quanto tempo eu levei pra encontrar
Você pressente a força deste momento?
E eu não sei seu nome nem sua história
Você me desperta a ânsia e o pensamento
É o seu perfume que eu trago na memória
Tudo é você

Eu só quero estar no teu pensamento
Dentro dos teus sonhos e no teu olhar
Tenho que te amar só no meu silêncio
Num só pedacinho de mim
Eu daria tudo pra tocar você
Tudo pra te amar uma vez
Já me conformei, vivo de imaginação
Só não posso mais esconder
Que eu tenho inveja do sol que pode te aquecer
Eu tenho inveja do vento que te toca
Tenho ciúme de quem pode amar você
Quem pode ter você pra sempre
Eu tenho inveja do sol que pode te aquecer
Eu tenho inveja do vento que te toca
Tenho ciúme de quem pode amar você
Quem pode ter você pra sempre

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

achados e perdidos de msn 2

Caio Hess diz:

00:50:59
talvez a gente tenha a mania de depositar nossa esperança em pessoas, e esperamos que elas sempre nos farão felizes
00:51:42
de qualquer modo, pessoas mudam, e a felicidade que elas nos traziam se transforma em desgosto
 

Caio Hess diz:

00:52:45
nesse momento não há nada que possa ser feito. A maneira que se sofre menos é abandonando o passado e aceitar os fatos. E seguir a vida.
 

Caio Hess diz:

00:54:23
Preso ao passado, as oportunidades se fecham. Por isso é melhor você aproveitar a sua vida da melhor maneira que puder.
 
 
 

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Eu

sensível de mais?
manhoso?
preso d mais a tudo?
piegas (como dizia o Diego)?
SIM!
Não sei pq dou tanto valor a tudo assim...
qd gosto de uma musica ou de um banda...
se perco algo ou alguém...
pra mim é o fim do mundo,
chega doer...
será q preciso de terapia? O.o
talvez sim, más acho q não vai adiantar...
não sei ser de outro geito...
inquieto...
prezo de mais as pessoas...
amo de mais meus amigos e amores...
dou valor de mais as coisas insignificantes...
para uns isso é qualidade...
pra mim isso é um grande defeito...
pq eu sofro de mais por isso...
por sentir tanto,
e o pior, espero de mais das pessoas...
cada um tem seu particular
não posso exigir nada de ninguém...
infelizmente...
Intenso é a palavra que me define melhor até hoje.
Uma vez, (historinha rápida, pequena, mas, de grande valo pra mim, como sempre) pensava em tomar uma atitude q para mim eu iria mudar minha vida,
nenhuma bobagem nem me matar... hehe
só não digo aqui pq é um assunto pessoal e muitos de vc's leitores não iriam entender, enfim...
pensava q iria melhorar um monte de coisas, eu pensava q poderia viver mais tranquilo...
uma atitude um tanto quanto "alternativa"...
Daí, um amigo (Alexandre, baixista e grande amigo-irmão pelo qual eu prezo muito nossa amizade, diga-se de passagem) q estava em minha casa entre outros, um cara q eu nunca pensava q me daria uma "opinião" pelo q eu pensava em fazer, olhou pra mim e disse:
_ Você não tem que fazer isso cara, assim você vai deixar de ser quem vc é, e quem gosta de vc gosta de vc pelo que vc é! Deixa de ser bobo sô!
Pois então...
assim sou, seja lá o que for, quem eu for... sou só o Hígor.

Loading...