domingo, 25 de outubro de 2009

"O fim"

Que eram todos aqueles sonhos que nós compartilhamos essas há muitos anos,
Que eram todos aqueles planos que fizemos, agora à esquerda ao lado da estrada.
Atrás de nós na estrada.

Mais do que amigos, eu prometo sempre, "amigos" Porque eles vêm e vão,
As pessoas mudam como faz tudo, eu queria envelhecer,
Eu só quero envelhecer.

Um slide de perto de mim,
Eu estou apenas a ser um ser humano,
Eu vou levar a culpa, mas mesmo assim, isso não é de mim, veja você, acredito, Eu estou melhor do que isto?
não deixe me tão perto,
Eu estou enterrado sob as pedras,
Saiba que eu sou o valor do seu amor, e eu, não pense, não há tal coisa.

A culpa é minha agora, eu fui apanhado, uma doença nos ossos.
Como você acha que é para te deixar aqui com as crianças no seu próprio mundo,
Só não me deixar ir.

Ajude-me a ver-me,
Porque eu não posso mais dizer?
Observando de dentro do fundo de um poço, é o inferno, eu grito, mas ninguém ouve antes, eu desapareço, sussurre no meu ouvido.
Dá-me algo a eco no meu futuro desconhecido, você vê, meu caro, no final, chega perto, Eu estou aqui, mas não por muito tempo.

(p.j.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...